Deixe Deus Agir

Amados, quando Deus parece tardar, não pensemos que ele se esqueceu de nós. Ele está preparando seus instrumentos. Está deixando amadurecer nossos poderes, e no momento certo nós nos levantaremos à altura da nossa tarefa. Jesus mesmo permaneceu trinta anos no silêncio, crescendo em sabedoria, antes de começar sua obra.
Deus nunca está com pressa. Ele gasta tempo preparando aqueles que pretende usar para um serviço mais importante na sua causa. O ingrediente mais difícil de se suportar para o adestramento de uma missão é o tempo. Um golpe agudo e rápido é suportado mais facilmente; mas quando um sofrimento se arrasta por longos e monótonos anos, e a cada dia esse sofrimento continua presente, com a mesma intensidade e rotina, o coração perde a força; e sem a graça de Deus, certamente cairemos no desespero. Longa foi a prova de José lá no Egito. Muitas vezes, Deus tem de gravar suas divinas lições no nosso coração por meio do fogo de uma dor prolongada. «Assentar-se-á como um ourives e refinador de prata, como diz o profeta Malaquias em seu livro capítulo 3, verso 3, mas ele mesmo sabe por quanto tempo. E como um verdadeiro ourives ele diminui o fogo no momento em que percebe a sua imagem no metal brilhante.»
Não podemos roubar da mão de Deus o amanhã. Devemos dar-lhe tempo para falar conosco e revelar-nos a sua vontade. se temos qualidades que nos habilitam para uma missão de maior importância, nada nos poderá impedir de ocupá-la, quando chegar o tempo de Deus.

Pr. Ozeas Correia dos Santos

Anúncios

Publicado por

Pr Ozeas Correia dos Santos

Ainda como seminarista se afeiçoou da então secista Genilda Barros dos Santos, com a qual contraiu núpcias no dia 28 de novembro de 1969. Nesse abençoado matrimônio Deus o aquinhoou com quatro filhos: Adoniran Judson, Livingston Davis, Oseias Kalley e Lílian Patrícia. Todos integrados nas Igrejas do Senhor Jesus. Esses o privilegiaram com nove netos: Lilian Raquel, Hillary Katteryn, Evellyn Patrícia, Gabriel Arthur, Matheus Kalley, Lais Isabelly, Steffanie Gabriele, Andrey Kalley e Livingston Ozeas. Após o seu 1º pastorado de pouco mais de dois anos em Natal, Pr. Ozéas assumiu o pastorado da Primeira Igreja Batista de Vitória no dia seis de fevereiro de 1970, onde permaneceu até 30 de junho de 1985. Foi nesse período que concluiu a sua licenciatura plena em filosofia pela Universidade Católica de Pernambuco, atuando por 12 anos como professor no Colégio Municipal 3 de agosto e por 2 anos na Faculdade de Formação de Professores da Vitória (FAINTVISA) da qual teve o privilégio de ser um dos seus fundadores. Tornou-se sócio efetivo do Instituto Histórico e Geográfico da cidade de Vitória de Santo Antão, e em 19 de maio foi homenageado com o título de cidadão vitoriense conferido pela Câmara Municipal desta cidade. No âmbito denominacional, por vários anos atuou como membro da então Junta da Convenção Batista de Pernambuco, e por uma semana lecionou Administração Eclesiástica aos formandos de Teologia no Seminário Teológico Batista do Norte do Brasil. Em julho de 1985 assumiu o pastorado da 2ª Igreja Batista de Aracaju, na qual permaneceu por dez anos. No campo sergipano, exerceu o mandato de Presidente da Convenção Batista Sergipana em cuja assembléia desafiou o campo sergipano a hospedar a 75ª Assembléia da Convenção Batista Brasileira, fato que aconteceu em janeiro de 1994. Foi o idealizador e fundador do Instituto Teológico Batista Sergipano, que anos depois se transformou em Campus Avançado do Seminário Teológico Batista do Norte. Durante quase todo o seu tempo em Aracaju, atuou como membro da Junta Administrativa do Seminário Teológico Batista do Norte, da qual teve o privilégio de ser vice-presidente e 1º secretário. Em julho de 1995 reassumiu o pastorado da Primeira Igreja Batista de Vitória de Santo Antão. Nesse novo pastorado o Pr. Ozéas implantou uma nova dinâmica administrativa, através de uma profunda reforma estatutária na qual foram instituídos o Conselho Administrativo, um sistema ministerial integrado e um moderno Regimento Interno que tem servido de modelo para muitas outras igrejas. Foi através desse que foram criadas oficialmente duas instituições filiadas: A Sociedade Mortuária Mista Cristã e a Associação Assistencial Educandário Batista da Vitória. No âmbito secular o Pr. Ozéas desempenhou a função pública de Secretário Adjunto de Planejamento da Prefeitura Municipal da Vitória durante os anos de 2000 a 2004 e também atuou como colunista de importantes órgãos de comunicação como O Jornal da Vitória e a Revista Total. Foi nesse período, fundador e presidente da Ordem dos Ministros Evangélicos da Vitória, institucionalizada em 19 de março de 2004. Em todas essas ações e em tantas outras teve sempre a ajuda imprescindível de sua fiel companheira de todos os momentos, sua esposa e amiga Genilda Barros dos Santos, a qual antes mesmo do casamento já servia a esta Primeira Igreja Batista como secista concluinte na área da música e da Educação Religiosa. Hoje em uma nova etapa de vida ministerial, é pastor emérito da Primeira Igreja Batista em Vitória de Santo Antão-PE e reside em Aracaju-SE, atuando no âmbito acadêmico e denominacional Batista. A Deus nosso Pai toda honra e toda glória.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s